Share
Facebook
Twitter
Whatsapp
Linkedin
Email
Copy link

O dilema do Fed: a inflação desacelera, o corte das taxas se aproxima, mas as perspectivas de longo prazo são incertas

Autoridades do Fed esperam que a inflação reacelere, aumentando a possibilidade de corte nas taxas mais cedo ou mais tarde
Fed enfrenta desafio para determinar se a inflação está retornando aos padrões pré-pandemia
2024/01/30 (jan 30º, 2024 11:55 am)
T
SMALL
T
MEDIUM
T
LARGE
Share

A visão de longo prazo

O Federal Reserve está programado para se reunir ainda esta semana e deverá manter as taxas de juros estáveis ​​entre 5,25% e 5,5%, onde permanecem desde julho. Além de avaliar as actuais condições económicas, as autoridades precisam de avaliar a inflação, que terminou 2023 em melhor forma do que o inicialmente projectado. A estimativa mediana original para o índice de preços das Despesas de Consumo Pessoal previa um valor no final do ano de 3,1%, enquanto a taxa básica (excluindo custos de alimentação e energia) deveria atingir 3,5%. Na realidade, os dois indicadores situaram-se em 2,7% e 3,2%, respetivamente, no último trimestre do ano. No entanto, estes dados mascaram uma tendência de enfraquecimento. A inflação subjacente, numa base anualizada, manteve-se abaixo de 2% nos últimos sete meses e continuou a diminuir. Os decisores políticos estão preocupados com esta inversão e hesitam em declarar vitória sobre a inflação. Existe também o risco de a inflação cair abaixo da meta de 2% do Fed, o que poderá levar a pressões deflacionárias e desafios económicos.

Antes da pandemia, o Fed lutava para atingir a sua meta de inflação de forma consistente. Embora tenha havido um aumento significativo nos preços durante a pandemia, a tendência de longo prazo do índice de Despesas de Consumo Pessoal indica que a inflação é apenas aproximadamente 2,1% mais elevada do que teria sido se a Fed tivesse cumprido consistentemente o seu objectivo de inflação desde a sua adopção. em 2012.

BTC/USDT
0
24h Chg. %
0%
7d Chg. %
0
0%
0
Price
0%
7d Chg. %
0%
7d Chg. %
0
0%
Buy
Sell

Persistência da inflação

O desafio para a Fed reside em determinar se o mundo está a regressar às normas pré-pandemia, onde uma inflação de 2% ou ligeiramente inferior era considerada normal. Vários factores, incluindo a rigidez do mercado de trabalho devido ao envelhecimento da população, os défices governamentais e as fricções comerciais globais, sugerem que a situação pode ter mudado. A persistência da inflação é uma preocupação fundamental para os decisores políticos. Embora tenham rejeitado os argumentos relativos à dificuldade de atingir a “última milha” em termos de inflação, encaram isso como uma questão de tempo. Se certos bens e serviços continuarem a registar aumentos de preços, os decisores políticos acreditam que manter a actual taxa de juro por um período mais longo e reduzi-la gradualmente seria uma solução mais eficaz em comparação com um novo aumento das taxas. Os decisores políticos também diferenciam entre inflação generalizada e alterações nos preços relativos que podem resultar de desequilíbrios temporários ou de outros factores que não são necessariamente inflacionistas. No entanto, quando uma parte significativa da economia enfrenta o aumento dos preços sem compensar a baixa inflação ou as descidas dos preços noutros setores, os decisores políticos permanecem cautelosos.

A habitação representa o desafio mais significativo em termos de inflação. Muitos decisores políticos esperam uma desaceleração da inflação relacionada com a habitação nos próximos meses. O antigo presidente da Fed de St. Louis, James Bullard, actualmente reitor da escola de gestão da Universidade Purdue, sugere que, com base nos dados actuais, uma redução de um quarto de ponto poderia ser justificada. No entanto, é crucial comunicar que tal medida seria um ajustamento técnico e não uma tentativa de estimular a economia, dada a queda da inflação numa economia que de outra forma seria resiliente.

O que se espera que o Federal Reserve faça em sua próxima reunião?
A Reserva Federal deverá manter as taxas de juro estáveis ​​entre 5,25% e 5,5%.
Quais foram os valores previstos e reais para o índice de preços das Despesas de Consumo Pessoal?
Os valores previstos para o índice de preços das Despesas de Consumo Pessoal foram de 3,1% (estimativa mediana) e os valores reais foram de 2,7%.
Quais são as preocupações sobre a inflação expressas pelos decisores políticos?
Os decisores políticos estão preocupados com a tendência de enfraquecimento da inflação subjacente, que se manteve abaixo de 2% nos últimos sete meses e continuou a diminuir. Existe também o risco de a inflação cair abaixo do objectivo de 2% da Fed, o que poderá levar a pressões deflacionistas e desafios económicos.
Por que a habitação é considerada um desafio significativo em termos de inflação?
A habitação é considerada um desafio significativo em termos de inflação porque muitos decisores políticos esperam um abrandamento da inflação relacionada com a habitação nos próximos meses.
Qual é a medida sugerida em relação às taxas de juros pelo ex-presidente do Fed de St. Louis, James Bullard?
O antigo presidente da Fed de St. Louis, James Bullard, sugere que, com base nos dados actuais, uma redução de um quarto de ponto nas taxas de juro poderia ser justificada como um ajustamento técnico e não como uma tentativa de estimular a economia.

Bitcoin

19,157.7
-13.2
25.65%
13:00:30 - Real-time Data
Related articles
Bitcoin holds steady around $19,000 amid growing signs of institutional adoption
2022/10/11
Bitcoin holds steady around $19,000 amid growing signs of institutional adoption
2022/10/11
Bitcoin holds steady around $19,000 amid growing signs of institutional adoption
2022/10/11